Aluguel de Temporada para Natal e Réveillon Aluguel de Temporada Caldas Novas

Pesquise Preços

Rota Marcia Prado um ato de cidadania

Postado por Sport Time às 12/11/2012 05:14:00 PM
Aluguel de Temporada Caldas Novas
Nem bem soltei no facebook que a cobertura da quarta edição da Rota Márcia Prado vai ao ar nessa quinta feira na ESPN+ as 20:30 e a turma já começou a criticar o evento, a organização e tudo o mais.

10 mil ciclistas pedalam pela Rota Marcia Prado em 2012. 

Mas antes de sair em defesa dessa imensa massa crítica de 10 mil ciclistas que pedalaram de São Paulo ao mar, é necessário relembrar um pouco da história dessa coincidência organizada, a história da Rota Márcia Prado.

Cansados de sermos barrados na estrada pela polícia rodoviária que proíbe o acesso de ciclistas ao mar, pelas estradas que descem a serra, a turma da Massa Crítica paulistana convocou uma Bicicletada que foi batizada de "Bicicletada Interplanetária" em 6 de dezembro de 2008.

Éramos uns 200 ciclistas e fomos cercados pela polícia em vários momentos, o último deles na interligação Anchieta Imigrantes. Os militares estavam fortemente armados, sem identificação em seus uniformes e dispostos a usar da força para impedir que os ciclistas chegassem a Estrada de Manutenção da Imigrantes.

Poucas vezes me senti tão indignada em minha vida!

Um mes depois, no dia 11 de janeiro de 2009, um grupo de cicloativistas desceu a serra pela zona sul da cidade e sinalizou uma rota alternativa que evita a Imigrantes e acessa Cubatão pela Estrada de Manutenção.

Essa descida da Serra foi chamada de Interplanetária do Sucesso!

Entre eles estava Márcia Prado, ciclista que morreu atropelada na Av Paulista três dias depois em 14 de janeiro de 2009.

Daí a decisão de se batizar o Caminho Cicloturistico ao Mar de Rota Márcia Prado.

Em Agosto de 2009 a prefeitura apresentou um plano de mobilidade em bicicletas, prometendo 45 km de ciclovias até 2010, no Jardim Helena, no Jardim Brasil e no Grajaú, a um custo de 22 milhões de reais.

As ciclovias do Jardim Brasil e Grajaú nunca saíram do papel.

Em Janeiro de 2010, foi sancionada a lei Municipal 15 094 de autoria do então vereador Chico Macena, criando a Rota Márcia Prado entre a Estação Grajau da CPTM e na APA de Bororé (até a segunda balsa), justamente por onde as ciclovias foram projetadas.

Em dezembro de 2009 aconteceu a primeira edição da Rota Márcia Prado, com apoio da APA Bororé, dos gestores do Parque Estadual da Serra do Mar, núcleo Itutinga Pilões, quem legisla sobre a Estrada de Manutenção da Imigrantes e várias secretarias municipais entre elas a Secretaria do Verde e Meio Ambiente.

Cerca de 800 ciclistas desceram a Serra do Mar, apesar da tentativa de proibição por parte da Ecovias que é radicalmente avessa a promover segurança a ciclistas na Anchieta e na Imigrantes.

No ano seguinte, em 2010, aconteceu o mesmo, todas as entidades envolvidas apoiaram exceção feita a Ecovias, que dessa vez incubiu-se de colocar policiais distribuídos ao longo da Imigrantes anunciando a todos que a descida da Serra havia sido cancelada.

Mesmo assim, cerca de 1800 mil ciclistas chegaram a Santos.

Em 2011 a mesma novela, apesar da Ecovias, dessa vez 3 mil ciclistas desceram a Serra do Mar debaixo de uma intensa chuva.

Em 2012 o crescimento comprova ser exponencial.

O Instituto CicloBr encerrou as inscrições quando o número bateu 7200 ciclistas. Na entrada da Estrada de Manutenção da Imigrantes foram feitas mais 1000 cadastros extras e depois os voluntários desistiram, pois ficaram sem fichas e não parava de chegar gente não inscrita.

Apesar de haver sido determinado que as 15 horas a Estrada de Manutenção seria fechada, até as 18 horas, os ciclistas não paravam de chegar para descer ao mar.

O que atrasou essa turma foi a fila nas balsas da APA Bororé.

Na primeira balsa a espera era de no mínimo 3 a 4 horas e na segunda uma média de uma hora e meia.

Desta forma, não se pode criticar a organização de um evento que não cobra inscrição e que não se propõe a dar estrutura.

A estrutura ao longo da Rota Márica Prado, assim como a segurança contra acidentes e roubos é dever do Estado, é um direito de todo o cidadão e não um serviço a ser vendido por uma empresa.

A descida anual da Rota Márcia Prado é na verdade um evento de Massa Crítica, um evento que propõe que nós exerçamos coletivamente , um direito que nos é tolhido.

O direito de pedalarmos pelas estradas do Brasil. O direito da existência legal de um Caminho ao Mar já votado em lei, enfim, um direito básico nosso que é pedalar em segurança.

A idéia é justamente essa. Qualquer um pode a qualquer tempo descer a Rota Márcia Prado, bastando para isso pedir autorização prévia aos gestores do Parque Estadual da Serra do Mar.

O trecho de 8 km da Imigrantes é um pepino a ser resolvido. A Ecovias se recusa a abraçar a segurança dos ciclistas como rege a lei e o contrato de concessão.

Só para constar, a Ecovias mandou um “orçamento” ao Instituto CicloBr no valor de 93 mil reais para dar estrutura aos ciclistas e ainda por cima queria que todos chegassem ao mesmo tempo na Estrada para facilitar o comboio. Total viagem!

Assim, eu não me oponho de maneira alguma em ser usada como “massa de manobra” para pressionar as autoridades e fazer número para que essa pressão seja de fato visível, mensurável.

Portanto não há que se queixar da "organização", pois a Rota Márcia Prado é antes de tudo um ato de cidadania.

Ato este que eu faço questão de exercer!
Renata Falzoni

0 Response to "Rota Marcia Prado um ato de cidadania"

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mídias Sociais Sportime

Siga-nos no Twitter Siga-nos no Facebook Siga-nos no Orkut Siga-nos no YouTube Siga nosso Feed Siga-nos com FeedBurner Siga-nos no Google Friend Connect Siga-nos no Flickr

Vídeos sugeridos

Loading...

Ciclismo de Estrada

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Ciclismo de estrada ou ciclismo em estrada é um tipo de competição esportiva, derivada do ciclismo, disputada em estradas utilizando de bicicletas próprias para este fim que, no Brasil, são conhecidas por Speed...

ciclismo de estrada

Ciclismo de Pista

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

O Ciclismo de pista é um esporte de velocidade que se pratica em pistas especialmente construídas para esta modalidade conhecidas como velódromo...

ciclismo de pista

Mountain Bike

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Mountain Bike, ou Bicicleta de Montanha, é um tipo de bicicleta usado no Mountain Biking, uma modalidade de ciclismo na qual o objetivo é transpor percursos com diversas irregularidades e obstáculos...

mtb

Downhill

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Downhill (descida de montanha, traduzido para o portugues), é uma modalidade do Mountain Bike nascida na California, pelos ciclistas hippies da época, para sair da rotina do asfalto...

downhill

BMX

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

BMX (Bicycle MotoX ou ainda bicycle motocross) é uma forma de ciclismo ou de determinado tipo de bicicleta geralmente que fazem o uso de rodas de 20 cm de raio...

bmx