Aluguel de Temporada para Natal e Réveillon Aluguel de Temporada Caldas Novas

Pesquise Preços

Doping de Cielo: CBDA errou ao culpar farmácia

Postado por Sport Time às 11/21/2012 02:08:00 PM
Aluguel de Temporada Caldas Novas
Rio de Janeiro - Documentos que constam de processo da Justiça Federal, obtidos com exclusividade pelo Site Esporte Alternativo, revelam que a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos errou ao pedir para a Ladetec analisar amostras sem qualquer identificação de origem, nem mesmo rótulo de frasco ou número de lote.



Em maio de 2011, a farmácia de manipulação Anna Terra, localizada em Santa Barbara D´Oeste, no interior de São Paulo, foi denunciada pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos por ter manipulado e contaminado com Furosemida as cápsulas de cafeína que haviam sido compradas por Cesar Cielo no estabelecimento. Na ocasião, a CBDA divulgou que Cesar Cielo, Vinicius Waked, Nicholas dos Santos e Henrique Barbosa haviam sido flagrados em exame antidoping por causa do descuido da farmácia.

No entanto, as amostras que foram entregues pela CBDA a Ladetec, laboratório credenciado para a realização de exames antidoping, para comprovar que a farmácia Anna Terra seria a culpada pela contaminação, não tinham qualquer identificação da farmácia e não tem valor legal. A informação consta no processo que a farmácia move contra o laboratório e contra a CBDA e foi obtido com exclusividade pelo Esporte Alternativo.

Em Maio de 2011, Cesar Cielo e outros três nadadores brasileiros foram flagrados em exame antidoping realizado durante a disputa do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro. A farmácia fica na mesma cidade onde mora o nadador Cesar Cielo e foi vistoriada várias vezes por pessoas de confiança, inclusive pelo médico Gustavo Magliocca, que trabalha com o nadador no projeto PRO 16, como consta no laudo final divulgado pelo CAS, a Corte Arbritral do Esporte. Cielo tomava os comprimidos desde 2010 e já havia sido testado por pelo menos cinco vezes sem qualquer resultado adverso quando a notícia de doping foi divulgada no dia 01º de Julho de 2011.

Processo - Essa semana, o Esporte Alternativo teve acesso ao processo que a farmácia move contra a CBDA na Justiça Federal. Os documentos estavam sendo mantidos em segredo, mas a própria farmácia pediu que o sigilo fosse quebrado para poder acompanhar melhor as próximas etapas da briga judicial. A farmácia alega que foi envolvida no escândalo injustamente e agora quer a cópia do processo administrativo do caso de doping (que está sob segredo de justiça) e também a cópia do laudo do LADETEC, laboratório que analisou as amostras da urina dos nadadores que testaram positivo e que também realizou o teste em alguns comprimidos a pedido da CBDA.

Na página 224 do processo, um documento chama a atenção. Ele foi redigido pela Procuradora Federal Marcela Lamonica Rego, representante da Universidade Federal do Rio de Janeiro, da qual faz parte a LADETEC. A procuradora informa que a LADETEC não trabalha com amostras cuja origem seja identificada, ou seja, ela não tem conhecimento de quem é a urina que está sendo examinada. Em contrapartida, a procuradora informa que embora não disponha do nome do atleta testado, o laboratório se certifica de que a solicitação esteja sendo feita por uma autoridade competente para exames antidoping. Essa autoridade, no caso a CBDA, seria a única responsável pela amostra.

No caso das capsulas entregues pela CBDA a LADETEC, que teriam sido produzidas na farmácia Anna Terra e que estariam contaminadas, a procuradora informa que o laboratório recebeu um pedido do Presidente da CBDA para analisar alguns comprimidos, sem qualquer identificação de origem, nem mesmo rótulo de frasco ou número de lote. Diante do pedido, a LADETEC informou a CBDA que poderia fazer a análise, mas adiantou que essa análise não teria valor legal forense, pois não tinha a procedência do produto e com isso não poderia ter certeza que estava isenta de fraudes. Ainda, segundo o documento escrito pela Procuradora Federal Marcela Lamonica Rego, a CBDA insistiu e o exame foi feito. Contudo, a procuradora deixa bem claro no documento que não dá pra afirmar que o comprimido dado pela CBDA a LADETEC foi manipulado pela farmácia Anna Terra.

Outro lado - A reportagem do Esporte Alternativo procurou o responsável da Ladetec, Francisco Radler de Aquino Neto para comentar o assunto. Ele disse que não pode falar sobre o caso e que só a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos poderia dar declarações a esse respeito, já que tem um compromisso ético com a agência mundial antidopagem e qualquer declaração a esse respeito poderia acarretar na perda da licença que o Laboratório tem da Agência Mundial Antidoping, a WADA, e se isso acontecer o Brasil poderia correr o risco até mesmo de não ter os Jogos Olímpicos em 2016.

O presidente da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos, Coaracy Nunes, também foi procurado pela reportagem para saber de que forma as cápsulas foram coletadas e como foram entregues ao Laboratório. O presidente disse que esse assunto já estava resolvido e que não falaria mais sobre isso. A médica Sandra Soldan, responsável por entregar as cápsulas na Ladetec, confirmou ao Esporte Alternativo que os comprimidos não tinham nenhuma identificação, mas não deu mais detalhes do caso.

A assessoria de imprensa do nadador Cesar Cielo disse que o caso já estava encerrado e que o laudo final, emitido pelo CAS, é a maior prova de que os atletas não tiveram culpa na contaminação. Vale lembrar, que um dos argumentos utilizados pela Corte para absolver Cesar Cielo, Nicholas dos Santos e Henrique Barbosa foi justamente o fato de que a Furosemida havia sido detectada nas pílulas de cafeína restantes encontradas no frasco de pílulas dos atletas, ou seja, as pílulas analisadas pela LADETEC sem qualquer tipo de identificação, como comprova o documento abaixo:


Documentos obtidos pelo Esporte Alternativo revelam que a CBDA errou ao pedir para a Ladetec analisar amostras sem qualquer identificação de origem / Foto: Esporte Alternativo


Documentos obtidos pelo Esporte Alternativo revelam que a CBDA errou ao pedir para a Ladetec analisar amostras sem qualquer identificação de origem / Foto: Esporte Alternativo


Documentos obtidos pelo Esporte Alternativo revelam que a CBDA errou ao pedir para a Ladetec analisar amostras sem qualquer identificação de origem / Foto: Esporte Alternativo

0 Response to "Doping de Cielo: CBDA errou ao culpar farmácia"

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mídias Sociais Sportime

Siga-nos no Twitter Siga-nos no Facebook Siga-nos no Orkut Siga-nos no YouTube Siga nosso Feed Siga-nos com FeedBurner Siga-nos no Google Friend Connect Siga-nos no Flickr

Vídeos sugeridos

Loading...

Ciclismo de Estrada

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Ciclismo de estrada ou ciclismo em estrada é um tipo de competição esportiva, derivada do ciclismo, disputada em estradas utilizando de bicicletas próprias para este fim que, no Brasil, são conhecidas por Speed...

ciclismo de estrada

Ciclismo de Pista

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

O Ciclismo de pista é um esporte de velocidade que se pratica em pistas especialmente construídas para esta modalidade conhecidas como velódromo...

ciclismo de pista

Mountain Bike

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Mountain Bike, ou Bicicleta de Montanha, é um tipo de bicicleta usado no Mountain Biking, uma modalidade de ciclismo na qual o objetivo é transpor percursos com diversas irregularidades e obstáculos...

mtb

Downhill

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Downhill (descida de montanha, traduzido para o portugues), é uma modalidade do Mountain Bike nascida na California, pelos ciclistas hippies da época, para sair da rotina do asfalto...

downhill

BMX

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

BMX (Bicycle MotoX ou ainda bicycle motocross) é uma forma de ciclismo ou de determinado tipo de bicicleta geralmente que fazem o uso de rodas de 20 cm de raio...

bmx