Aluguel de Temporada para Natal e Réveillon Aluguel de Temporada Caldas Novas

Pesquise Preços

Que bike devo comprar?

Postado por Sport Time às 12/30/2011 04:41:00 PM
Aluguel de Temporada Caldas Novas
Saiba no que deve estar atento para que a magrela atenda aos seus objetivos

Acerte na escolha da sua magrela

Escolher a bicicleta certa, ou seja, aquela que atenda aos seus objetivos, não é das tarefas mais fáceis. Primeiro, porque você tem de ter claro por que quer comprar uma bike, onde pretende usá-la e com que frequência. O uso que vai fazer dela é o ponto-chave na escolha do modelo a ser comprado. Tente listar para que propósitos ela vai servi-lo: para entrar em forma? Para viajar? Para desbravar um lugar cheio de lama e buracos? Se só vai usar a magrela muito de vez em quando e para dar umas voltas no quarteirão, não perca o seu tempo tentando comprar uma top de linha ou uma caríssima. A menos, claro, que tenha dinheiro sobrando e queira se dar esse presente. Atletas profissionais e gente que está treinando duro para se tornar um geral­mente pensam diferente daqueles que só usam a magrela para recreação. Essa gente costuma investir pesado em uma bicicleta com os melhores componentes porque isso pode significar a diferença entre a vitória e a derrota em um campeonato. Júlio Paterlini, ciclista e dono da loja Paterline Bike, que fica em Santos, SP, explica os usos das bicicletas mais comuns: "As comfort são mais leves e confortáveis e são utilizadas basicamente para o lazer, por exemplo, um passeio no parque ou na cidade. A mountain bike, por ser mais robusta e pesada, é indicada para programas mais radicais, como encarar uma trilha de terra, mas pode ser usada até para competição. Já a de estrada, também conhecida como speed, é para competição em pistas, locais pavimentados com asfalto ou simplesmente para treinar", diz.

CUSTO X COMPONENTES
O custo de uma bicicleta está ligado fundamentalmente ao material com o qual o quadro é feito e aos componentes com os quais ela vem equipada. Fique atento a três deles: rodas, quadro e pedivela. Eles permitem que o desenvolvimento da magrela seja ampliado, já que sofrem o impacto da transferência da força do corpo, respondendo em velocidade. "Esses itens determinam não só a qualidade, como também a segurança que a bike proporciona", lembra Paterlini. Se você entrou em uma loja e ficou entre dois modelos semelhantes, escolha a que tiver as melhores rodas. As mais high-tech são as mais leves. Não esqueça disso.

ESCOLHA UMA PARA O SEU TAMANHO
Não importa que tipo de bike você vai comprar. Assegure-se de que ela "serve" em você. Por mais estranho que possa parecer, não é em toda bicicleta que você se sentirá confortável e estará seguro. Mais do que isso. Pedalar em uma pequena demais, por exemplo, o fará se sentir quase que apertado. Em uma exageradamente grande, você se sentirá desequilibrado e pode até se machucar. O tamanho de uma bike geralmente é medido pela dimensão do quadro (veja figura ao lado). O que determina o tamanho de quadro que vai servir a você é a altura do seu cavalo. Para saber quanto ele mede, fique contra uma parede e faça uma marca na virilha. Tire a medida com uma fita métrica.
Na tabela ao lado, os tamanhos de bike recomendados a você. Atenção: os quadros das mountain bikes são medidos em polegadas (inch, em inglês) e os da speed, em centímetros. Ainda que ele dê uma boa orientada sobre a dimensão da bike que serve a você, nada melhor do que um "test drive". Só assim terá certeza de que de fato você se sente bem nela.
Depois de escolhido o seu tamanho de bicicleta, ainda são precisos alguns ajustes finos, por exemplo, a altura do selim etc. Chamado de bike fit, ele permite que ela fique totalmente regulada para você e pronta para rodar por aí.
O quadro, aliás, é o coração dessa máquina. O design, o material com o qual é feito e os ângulos que forma (a chamada geometria) faz toda a diferença entre um passeio gostoso, por exemplo, e um que será duro terminar. Procure tirar todas as suas dúvidas com o vendedor sobre a geometria da bike que pretende comprar. É ela que interfere na experiência de pedalar que terá depois.

VEJA, ABAIXO, OUTROS ITENS QUE DEVEM SER LEVADOS EM CONTA DE ACORDO COM QUANTO PRETENDE INVESTIR.

COFRE COM ATÉ R$ 1 500
Para Herbert Polízio, sócio-proprietário da Fast Runner, em São Paulo, não é tão fácil encontrar uma bike até esse valor, a não ser se procura uma comfort. Depois de checar se o quadro, rodas e o pedivela não o deixarão na mão, o passo seguinte é verificar o sistema de câmbio. Ele não só deve permitir que ganhe velocidade, mas ajudá-lo a enfrentar sem muito drama um obstáculo, como uma subida íngreme. Por isso, é importante que sejam precisos, mesmo em condições extremas, caso da lama e da chuva. Se você não compete provas de MTB, situação para a qual a precisão do câmbio é fundamental, com certeza conseguirá economizar, e muito. "As mountain bike que você encontra com esse valor, por exemplo, têm 24 marchas", diz Polízio.

COFRE COM ENTRE R$ 1 501 E R$ 6 000
Mesmo que tenha mais para gastar, continue atento ao sistema de câmbio. Se busca uma comfort, procure uma que lhe garanta mais rendimento. Se a ideia é comprar uma mountain bike, escolha uma cuja suspensão seja a ar/óleo, o que garante mais leveza ao equipamento, inúmeras possibilidades de regulagem (a suspensão pode ficar mais macia ou rígida, portanto você poderá encarar os mais diversos tipos de terreno) e mais anos de vida à sua bike. Se for investir em uma bicicleta de estrada, procure uma com triângulo traseiro e o garfo (da suspensão) feitos de fibra de carbono, material mais leve.
Vale ressaltar que a partir desse valor de investimento, o material com que a bike e seus componentes são feitos passa a ser um importante diferencial entre elas. Os mais caros são a fibra de carbono, levíssimo e o mais resistente dos materiais, e o titânio, também superleve e praticamente imune a corrosão.

COFRE COM MAIS DE R$ 6 000
O interessante aqui é que comece a comparar quanto de cada bike é feito de fibra de carbono. "Nessa faixa de preço, o que diferencia um equipamento do outro é a sua leveza e a durabilidade, o que nos leva, mais uma vez, à fibra de carbono", comenta Polízio. Segundo ele, deve-se estar atento se a espiga do garfo é confeccionada com esse material. Nessa faixa de preço, a qualidade da fibra de carbono também é um item a ser considerado, por isso, um diferencial
entre diferentes magrelas.

Fonte: Sport Life

0 Response to "Que bike devo comprar?"

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mídias Sociais Sportime

Siga-nos no Twitter Siga-nos no Facebook Siga-nos no Orkut Siga-nos no YouTube Siga nosso Feed Siga-nos com FeedBurner Siga-nos no Google Friend Connect Siga-nos no Flickr

Vídeos sugeridos

Loading...

Ciclismo de Estrada

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Ciclismo de estrada ou ciclismo em estrada é um tipo de competição esportiva, derivada do ciclismo, disputada em estradas utilizando de bicicletas próprias para este fim que, no Brasil, são conhecidas por Speed...

ciclismo de estrada

Ciclismo de Pista

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

O Ciclismo de pista é um esporte de velocidade que se pratica em pistas especialmente construídas para esta modalidade conhecidas como velódromo...

ciclismo de pista

Mountain Bike

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Mountain Bike, ou Bicicleta de Montanha, é um tipo de bicicleta usado no Mountain Biking, uma modalidade de ciclismo na qual o objetivo é transpor percursos com diversas irregularidades e obstáculos...

mtb

Downhill

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

Downhill (descida de montanha, traduzido para o portugues), é uma modalidade do Mountain Bike nascida na California, pelos ciclistas hippies da época, para sair da rotina do asfalto...

downhill

BMX

Postado por Simone Alves em 01/02/2009

BMX (Bicycle MotoX ou ainda bicycle motocross) é uma forma de ciclismo ou de determinado tipo de bicicleta geralmente que fazem o uso de rodas de 20 cm de raio...

bmx